Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


infra-estrutura:linux:alterar_nomes_interfaces_enp0s1_para_nomes_antigos

Diferenças

Aqui você vê as diferenças entre duas revisões dessa página.

Link para esta página de comparações

Ambos lados da revisão anterior Revisão anterior
Próxima revisão
Revisão anterior
infra-estrutura:linux:alterar_nomes_interfaces_enp0s1_para_nomes_antigos [2018/07/19 16:28]
ricardobarbosams
infra-estrutura:linux:alterar_nomes_interfaces_enp0s1_para_nomes_antigos [2018/07/19 17:08] (atual)
ricardobarbosams
Linha 1: Linha 1:
  
 +====== Alterando o nome de interfaces com o padrão enpx para o formato antigo ethx ======
  
 +A nova nomenclatura de alguns Linux principalmente Ubuntu se chama **"​Predictable Network Interface naming(PNIN)"​**,​ faz parte do systemd, ou seja, todas distros que fazem uso do systemd vão aderir a este formato.
  
 +A ideia básica dessa nomenclatura é ao contrário do esquema de nomes do unix(eth0, eth1), onde a descoberta do  hardware ocorre sem nenhuma ordem especifica e conforme a reinicialização do equipamento esses nomes podem mudar, onde no PNIN o nome da interface depende da localização fisica do hardware, para ter uma idéia e verificar a saída dos comando lspci, lsub etc. Segundo o PNIN existe algumas maneiras de atribuir o nome de uma interface via MAC, via informações baseados no barramento PCI e BIOS, no site abaixo existe uma explicação mais detalhada.
  
-Abrir o arquivo **/​etc/​default/​grub** e procurar a linha que contém a string **GRUB_CMDLINE_LINUX**,​ é a variável que contém as entradas que são adicionadas a linha de comando do kernel.+[[https://​www.freedesktop.org/​wiki/​Software/​systemd/​PredictableNetworkInterfaceNames/​]] 
 + 
 +Para retornar ao velho esquema de nomenclatura do Linux/Unix antigo tais como nomes eth0, eth1, e necessário, ​ editar ​o arquivo **/​etc/​default/​grub** e procurar a linha que contém a string **GRUB_CMDLINE_LINUX**,​ é a variável que contém as entradas que são adicionadas a linha de comando do kernel.
  
 Adicione ambas opções **net.ifnames=0** **biosdevname=0** dentro da variável GRUB_CMDLINE_LINUX. Adicione ambas opções **net.ifnames=0** **biosdevname=0** dentro da variável GRUB_CMDLINE_LINUX.
  
-<​code>​+<​code ​bash  [highlight_lines_extra="​12"​]>
 # If you change this file, run '​update-grub'​ afterwards to update # If you change this file, run '​update-grub'​ afterwards to update
 # /​boot/​grub/​grub.cfg. # /​boot/​grub/​grub.cfg.
Linha 19: Linha 24:
 GRUB_DISTRIBUTOR=`lsb_release -i -s 2> /dev/null || echo Debian` GRUB_DISTRIBUTOR=`lsb_release -i -s 2> /dev/null || echo Debian`
 GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="​quiet splash"​ GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="​quiet splash"​
-**GRUB_CMDLINE_LINUX="​net.ifnames=0 biosdevname=0"​**+GRUB_CMDLINE_LINUX="​net.ifnames=0 biosdevname=0"​
 GRUB_DISABLE_RECOVERY="​true"​ GRUB_DISABLE_RECOVERY="​true"​
  
 </​code>​ </​code>​
 +
 +Precisamos reconstruir o grub com o comando **grub-mkconfig**.
 +<code bash>
 +# grub2-mkconfig -o /​boot/​grub2/​grub.cfg
 +</​code>​
 +
 +Reinicie e o Linux voltará a utilizar nome de interfaces antigos como eth0, eth1, etc
 +
 +Att.
infra-estrutura/linux/alterar_nomes_interfaces_enp0s1_para_nomes_antigos.1532032133.txt.gz · Última modificação: 2018/07/19 16:28 por ricardobarbosams